AGIR – Programa de Acções para uma Governação Inclusiva e Responsável

PESSOAL INTERNO EM INTEGRAÇÃO DE HIV NAS SUAS ACTIVIDADES E DAS DOS SEUS PARCEIROS

PESSOAL INTERNO EM INTEGRAÇÃO DE HIV NAS SUAS ACTIVIDADES E DAS DOS SEUS PARCEIROS

A incorporação do HIV nos programas e projectos desafia as intermediárias a olhar fora da caixa de respostas, com lentes mais profundas sobre a sua estrutura interna e as respostas do programa AGIR, coadjuvado com os programas dos parceiros de implementação na abordagem de algum dos factores biomédicos, comportamentais, micro e macro-ambientais que concorrem para elevar a susceptibilidade e aumentar a vulnerabilidade ao impacto da SIDA entre os beneficiários. Para integração do HIV se deve olhar para o modo como o trabalho das intermediárias afecta a epidemia e como a epidemia pode ter impacto nos seus resultados. Ou ainda pode significar rever aspectos da estrutura interna como a sensibilização do pessoal e as Políticas e práticas de recursos humanos.

No âmbito das acções conjuntas e, para o processo de aprendizagem mútua entre os/as técnicos/as programáticos e de monitoria e avaliação nas práticas diárias de análise, monitoria e avaliação dos programas e projectos desenvolvidos pelos OP´s, o Grupo Técnico de Género do AGIR definiu como uma das metas prioritárias de enfoque para o trabalho junto aos parceiros a capacitação dos/as técnicos/as programáticos/as das 4 intermediárias (Diakonia, OXFAM IBIS, OXFAM Novib, We Effect) em Incorporação de HIV e SIDA.

Ao fim do evento, espera-se que os/as participantes tenham o desafio de fazer réplica aos parceiros do PROGRAMA AGIR por meio de workshops capacitações conjuntas ou ainda através de mentoria directa.

O evento decorre em Maputo e tem a duração de 01 dia.

Flickr Album Gallery Pro Powered By: Weblizar

Partilhe este artigo

AGIR

AGIR

O AGIR – Acções para Uma Governação Inclusiva e Responsável, é um programa de apoio e capacitação das Organizações da Sociedade Civil (OSC´s) Moçambicanas, cuja primeira fase de implementação decorreu de 2010 a 2014. Desde Janeiro de 2015 até Dezembro de 2020 decorre a segunda fase, com a duração de seis anos, tendo a Embaixada da Suécia como seu principal financiador, com apoio suplementar das Embaixadas da Dinamarca e Países Baixos.

Close Menu