AGIR – Programa de Acções para uma Governação Inclusiva e Responsável

Os representantes das Embaixadas da Suécia e da Holanda reuniram com parceiros locais em Cabo Delgado

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Uma missão de campo composta por representantes das Embaixadas da Suécia e da Holanda, doadores do #PROGRAMAAGIR, escalou a província de Cabo Delgado onde se reuniu com parceiros locais e visitou algumas comunidades onde são implementadas actividades no âmbito do #PROGRAMAAGIR.

A missão visitou os distritos de Pemba, Metuge e Montepuez, onde os parceiros Plataforma da Sociedade Civil Moçambicana para Protecção Social (PSCM-PS), Liga das ONG’s de Moçambique (JOINT) Centro de Aprendizagem da Sociedade Civil (CESC), Mulher, Lei e Desenvolvimento (MULEIDE), Rede Contra Abuso de Menores (Rede CAME) e Rede Criança e teve a oportunidade de interagir com comunidades beneficiárias e se inteirar dos desenvolvimentos alcançados e desafios enfrentados pelas mesmas em várias frentes sendo de destacar o Subsídio Social Básico, no âmbito do Projecto de Monitoria Comunitária Independente em Metuge (PSCM-PS/MULEIDE), Acção Comunitária de Divulgação da Lei de Direito à Informação em Montepuez (JOINT), Plataformas Distritais das Organizações da Sociedade Civil (CESC) e Redes de Apoio e Assistência à Criança (REDE CAME/REDE DA CRIANÇA).

Esta actividade esteve inserida nos esforços de monitoria dos parceiros de desenvolvimento do #PROGRAMAAGIR e visa acima de tudo identificar meios e abordagens de melhoramento da assistência e apoio aos parceiros locais.

Fique mais inteirado através da vasta galeria de imagens que lhe apresentamos.[/vc_column_text][vc_column_text][FAG id=400][/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Partilhe este artigo

AGIR

AGIR

O AGIR – Acções para Uma Governação Inclusiva e Responsável, é um programa de apoio e capacitação das Organizações da Sociedade Civil (OSC´s) Moçambicanas, cuja primeira fase de implementação decorreu de 2010 a 2014. Desde Janeiro de 2015 até Dezembro de 2020 decorre a segunda fase, com a duração de seis anos, tendo a Embaixada da Suécia como seu principal financiador, com apoio suplementar das Embaixadas da Dinamarca e Países Baixos.

Close Menu