AGIR – Programa de Acções para uma Governação Inclusiva e Responsável

Declaração do programa AGIR sobre o Assassinato de Anastácio Matavel

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on print
Print
Share on email
Email

Foi com profundo choque, dor e pesar que os/as colaboradores/as do programa AGIR receberam a trágica notícia da morte violenta no dia 7 de Outubro de Anastácio Matavel, activista cívico e social de longa data. Anastácio era membro de algumas organizações parceiras do AGIR e estava mais uma vez a exercer o seu activismo participando em uma formação de observadores eleitorais como forma de contribuir para a transparência e credibilização dos processos eleitorais em Moçambique, factor chave para a consolidação da paz, democracia e direitos humanos necessários para o desenvolvimento do país. Sem dó e nem piedade e num acto dramático e, de forma tão desrespeitosa com a vida humana, com recursos a armas de fogo a sua vida foi terminada de forma prematura aos 58 anos de idade. Deixa o luto no seio da sua família, seus amigos e colegas da sociedade civil em Gaza e no país em geral.

Esperamos que as autoridades esclareçam o crime, revelem seus mandantes e estes sejam punidos de acordo com a lei para que não mais moçambicanos/as que lutam pacificamente por um Moçambique próspero e democrático, temem pela vida. Que mais nenhum/a cidadã/o ou membro de Organizações da Sociedade Civil Moçambicana seja morto apenas por exercer o seu direito de acordo com o previsto na lei ou por acreditar que um Moçambique melhor é possível.

Em nome de todos colaboradores do programa AGIR endereçamos as nossas mais sentidas condolências à  família enlutada. Acima de tudo dizemos adeus Matavel, descanse em paz, outros continuarão com a sua missão e um dia Moçambique será o país que você sempre sonhou em ver.

PDF

Outros artigos:

agir

agir

O AGIR – Acções para Uma Governação Inclusiva e Responsável, é um programa de apoio e capacitação das Organizações da Sociedade Civil (OSC´s) Moçambicanas, cuja primeira fase de implementação decorreu de 2010 a 2014. Desde Janeiro de 2015 até Dezembro de 2020 decorre a segunda fase, com a duração de seis anos, tendo a Embaixada da Suécia como seu principal financiador, com apoio suplementar das Embaixadas da Dinamarca e Países Baixos.

Deixe o seu comentário

Close Menu