AGIR – Programa de Acções para uma Governação Inclusiva e Responsável

40 anos de cooperação entre a Universidade Eduardo Mondlane

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on print
Print
Share on email
Email

Pesquisadores moçambicanos que concluíram a formação na Suécia partilham resultados e o impacto dos respectivos projectos de Pesquisa durante a conferência realizada hoje por ocasião dos 40 anos de cooperação entre a Universidade Eduardo Mondlane e a Suécia na área da Pesquisa.

A Suécia e a Universidade Eduardo Mondlane (UEM) comemoram este ano 40 anos de cooperação na área da pesquisa. Para assinalar esta ocasião especial, uma conferência realiza-se hoje no campus universitário da UEM onde estão a ser destacados os avanços científicos realizados no âmbito desta cooperação e o impacto no desenvolvimento de Moçambique. Leia mais sobre os resultados da cooperação entre a UEM e Suécia👉 https://bit.ly/2DiYc0l e sobre a conferência👉https://bit.ly/2DDV54j.

Quando terminei a minha tese, disse ao meu Supervisor que não gostaria de morrer sem ver a legislação sobre o aborto alterada no meu país.” – disse Fernanda Machungo, Ginecologista e Obstetra em Moçambique, durante a conferência alusiva a Celebração dos 40 Anos de Cooperação entre a UEM e Suécia na área da pesquisa. O projecto da Dra. Machungo sobre abortos seguros e inseguros contribuiu para a revisão da legislação sobre o aborto em Moçambique.

A Investigadora Nícia Givá fala sobre o seu projecto “Parks with people” que visa integrar comunidades dentro dos parques nacionais.

O Investigador e beneficiário do programa de cooperação da UEM-Suécia na área da Pesquisa, Dr. José Nhavoto, partilha os resultados do seu projecto de investigação sobre como as tecnologias móveis podem ajudar a melhorar os serviços sanitários em Moçambique.

Outros artigos:

agir

agir

O AGIR – Acções para Uma Governação Inclusiva e Responsável, é um programa de apoio e capacitação das Organizações da Sociedade Civil (OSC´s) Moçambicanas, cuja primeira fase de implementação decorreu de 2010 a 2014. Desde Janeiro de 2015 até Dezembro de 2020 decorre a segunda fase, com a duração de seis anos, tendo a Embaixada da Suécia como seu principal financiador, com apoio suplementar das Embaixadas da Dinamarca e Países Baixos.

Deixe o seu comentário

Close Menu